4 Maneiras de Transformar Leads em Compradores Fiéis

Este artigo não é sobre o processo de e-mail marketing propriamente dito, conquanto esteja totalmente relacionado. Não irei falar sobre como usar a ferramenta, mas expor algumas táticas inteligentes para você engajar seus leads de forma única.

Minha ideia é mostrar como simples atitudes podem gerar resultados incríveis, fazendo com seus clientes se tornem fãs de sua marca. Acredito que este post vai mudar sua forma de encarar seus leads, ou ao menos, te levar a uma reflexão sobre o relacionamento que você tem tido com sua audiência.

Está preparado?

Como você trata seus leads?

Apesar da ênfase que se tem dado sobre como criar relacionamentos com clientes online, alguns empreendedores ainda deixam a desejar nesse sentido. Acabam tratando seus clientes em potencial como números frios na lista, sem qualquer personalização.

Trago de encontro a isso a ideia do inbound marketing que sugere elevar clientes a outro patamar, o da fidelização. Como bem sabemos, um fã é uma pessoa capaz de demonstrar admiração e carinho por seu ídolo, defendendo-o e promovendo-o com unhas e dentes.

Agora imagine se todas as pessoas que compram seus produtos ou contratam seus serviços agissem dessa forma. Pense como seus resultados seriam fantásticos. Parece utopia, mas fique sabendo que isso é possível, tanto é que estou escrevendo este artigo.

“Você é o que você entrega para sua lista”.

Esta frase não sai da minha cabeça. Sempre que vou cuidar dos processos que envolvem minha lista de contatos, lembro-me desse conceito. Quando você consolida isso, tende a buscar sempre novas formas de surpreender seus inscritos.

Partindo daqui, indico a primeira tática:

#1. Entregue mais do que promete

Napoleon Hill, um dos homens mais influentes do século XX citava que esta é uma das leis universais praticadas por homens de sucesso. E é fato que quando você surpreende as pessoas, elas ficam mais propensas a retribuir.

Alguns levam a risca o cumprimento de suas promessas, o que aumenta a credibilidade. Mas quando o empreendedor digital decide surpreender seus leads, seu negócio toma outro rumo. Pense no que pode acontecer se você começar a fazer mais do que o esperado.

Quer exemplos?

  • “Bônus em seu novo lançamento”
  • “Atendimento personalizado para cada um de seus clientes”
  • “Suporte diferenciado para quem comprou de você”
  • “Conteúdo exclusivo”
  • “Desconto em um novo produto para quem já comprou”

Isso só para citar alguns. Capte esta essência.

#2. Pratique a reciprocidade

Dentro disso que falamos, temos a reciprocidade, um dos gatilhos mais poderosos para quem é empreendedor digital. Falando de forma mais ampla, é quando duas pessoas agem de igual uma com as outras.

Em outras palavras, quando você faz algo pelo seu lead, ele tende a fazer algo por você. Viu como isso completa o ato de entregar mais que o prometido? Tenho um vídeo completo no Youtube falando sobre isso.

Nesse contexto, você não apenas deve querer vender para seu cliente, mas entregar valor para ele. Uma das coisas que você deve sempre fazer é criar conteúdo relevante, que faça a diferença na vida de sua audiência.

Querer apenas vender, mesmo que seu produto seja muito bom, é uma atitude “egoísta”, que mais combina com a velha forma de fazer marketing. A proposta atual (marketing 3.0) propõe conquistar o consumidor pela alma.

E para isso não basta apenas transmitir emoção, mas interagir com ele e tratá-lo como ser humano pleno, com necessidades reais, que precisam ser atendidas. Portanto…

#3. Promova a transformação

“A motivação e os resultados que precisamos, em muitos casos, surgem das dificuldades que enfrentamos”. Todo negócio, seja ele digital ou não, tem como pilares: dor ou prazer. Em outras palavras, todo produto ou serviço é criado para sanar alguma dor ou proporcionar prazer.

A dor, principalmente, é um grande fator para a mudança, pois se a pessoa sofre, acaba encontrando motivos para a superação. Isso explica porque muitos milionários tiveram que chegar ao fundo do poço para depois construir seus impérios.

Estou dando essa explicação para mostrar para você que é preciso saber exatamente quais as dores que sua persona enfrenta para levar a transformação até ela. Lembre-se disso quando for criar suas estratégias e campanhas:

Muita gente acaba focando nas características do produto, no “status” que ele tem, mas se esquecem de exaltar os benefícios. O que transforma a vida de seu público-alvo é o que seu produto pode fazer por ela.

A verdade seja dita: seus leads não estão nem aí para seu produto em si, pois eles querem mesmo é a solução incutida nele. Quando você entende isso e resolver promover a transformação na vida de seu cliente, ele tende a se tornar fiel.

#4. Personalize o relacionamento

Lá no início cheguei a falar sobre personalização. Sei que para muitos isso pode ser uma tarefa árdua, pois o número de inscritos na lista é grande. No entanto, mesmo com toda dificuldade, é recomendável personalizar, pois os resultados costumam ser maravilhosos.

Existem ferramentas de automação como a Hubspot, RD Station, e a que eu uso, InfusionSoft que disponibilizam recursos na plataforma que auxiliam nisso, e por isso são mais caras. Mas, mesmo que você use outras plataformas, dá para personalizar o relacionamento com algumas táticas simples.

Dentro da sua ferramenta de automação, é possível captar métricas que indiquem as preferências de seus leads, como tipos de conteúdos que gostam de consumir, que canais mais costumam usar, etc. Colete esses dados e use como base para fomentar sua estratégia de marketing.

Você pode começar criando uma planilha e separar seus leads por grupos de acordo com as informações em comum que cada um deixa no sistema. A ideia é analisar o que diferencia uns e outros, e a partir disso, criar conteúdos e entregar ofertas mais pontuais de acordo com o que eles buscam.

95% das organizações B2B experimentam segmentar seu conteúdo com base no perfil de suas audiências. Esta é uma ótima forma de fidelizar clientes e aumentar os resultados de seu negócio.

Concluindo

Estas não são leis universais, mas apenas boas práticas que você pode adotar para obter resultados em curto, médio e longo prazo. Então, tem alguma outra dica a mais que gostaria de compartilhar conosco? Deixe nos comentários!

Comentários

comentários