4 Passos Para Definir seu Funil de Vendas

O Funil de Vendas online é um dos assuntos principais de nosso blog. Gosto sempre de frisar a importância de se adotar este método para chegar aos objetivos com um negócio digital. Afinal, trata-se de um sistema perfeito para planejar e gerir o marketing e as vendas de forma eficiente.

Teoricamente, é fácil desenhar um funil de vendas, bastando determinar o topo, o meio e o fundo. No entanto, quando nos referimos a termos práticos, o processo se torna mais complexo. Porém, não impossível de ser implementado.

A maioria dos empreendedores digitais deseja um crescimento extraordinário de vendas, preferencialmente em pouco tempo. Esse querer é válido e pode se tornar real, desde que o profissional esteja disposto a usar as estratégias corretas.

Este artigo dará a você a oportunidade de definir o funil de vendas de seu negócio digital de forma eficaz. Está pronto? Então vamos em frente!

Definindo o Funil de Vendas

O primeiro passo é criar um processo. O sucesso das vendas é resumido na elaboração de um bom processo comercial que seja executado até o fim. Então, cuide de elaborar seu funil de vendas e se torne expert em todas as etapas do funcionamento, do início ao término do processo.

O funil de vendas é essencialmente a jornada do cliente, ou seja, todo o caminho a ser percorrido, do primeiro contato com sua empresa até quando ele se torna um comprador. Alguns acreditam que o processo termina exatamente quando o cliente compra.

Mas acredito e prego que o funil é infinito, pois o processo nunca para. Por isso o chamo de Funil de Vendas Imparável. O funil de vendas tradicional abrange cada fase da venda e leva o consumidor a um objetivo final, que é a compra do seu produto. O imparável reinicia o clico sempre, dando ao cliente uma nova chance de se relacionar com sua marca.

Enfim, agora que já desenvolvemos ainda mais a conversa, partiremos para o método para você definir seu próprio funil:

#1. Identifique o topo do funil

É preciso determinar como, quando e porque seus clientes irão entrar no funil. Nesse caso, você precisa estar com suas fontes de tráfego bem definidas, pois o cliente ingressa no processo quando é um visitante. Os múltiplos canais como sua homepage, sua fanpage e seu blog podem formar juntos o topo.

Se os seus conteúdos estiverem bem ranqueados na nos motores de busca, quando um usuário pesquisa algo no Google, será conduzido até seu blog. Quando isso acontece, seu cliente já está no topo do funil. Daí, o que você precisa fazer é incentivá-lo a se cadastrar e entrar no looping de seu negócio, recebendo ofertas, conteúdos exclusivos, newsletter, iscas digitais, etc.

Meu conselho para você é investir bastante em tráfego orgânico, criando e publicando novos conteúdos com qualidade e relevância, sempre com base nas principais palavras-chaves relacionadas ao seu negócio e fornecendo soluções para que suas personas resolvam suas dores.

#2. Potencialize suas estratégias dentro do funil

Você pode direcionar seus esforços de marketing em todos os lugares no funil, no entanto os mais comuns são o topo e o fundo, pois são fases decisivas. No topo, como elucidei, é preciso fazer com que o futuro cliente continue avançando no processo. No fundo, ele precisa tomar finalmente a decisão de comprar seu produto ou contratar seu serviço.

Todas as etapas são passíveis a determinados problemas. Em todo caso, é essencial que você se concentre em resolvê-los. Avalie as vantagens e desvantagens de cada fase de seu funil de vendas, principalmente no topo e no fundo, e escolha um ponto de partida para se concentrar em seu negócio, ou seja, se dedicar mais.

Como os problemas podem variar conforme o nicho, é preciso que você mesmo identifique as maiores dificuldades de seu lead em começar e manter um relacionamento com sua marca (topo), e o que lhe impede de definitivamente se tornar um comprador (fundo). Para isso, faça pesquisas, entreviste e analise métricas.

#3. Respeite o tempo dos leads

Por exemplo, se um consumidor avançou no funil, mas está prestes a voltar atrás, respeite o tempo dele e evite sobrecarregá-lo com excesso de informações. Lembre-se de que a função de um vendedor é auxiliar o cliente a tomar as melhores decisões. Para isso, você precisa conhecer bem seu próprio produto e seu perfil de cliente.

A ideia é entregar as informações imprescindíveis para fazer o lead avançar e quais informações não são relevantes para ressaltar. Uma prática nesse sentido é desenhar o perfil de seus clientes em potencial, de forma que você se lembre deles facilmente.

Isso irá ajudá-lo a determinar onde focar seu tempo e guiar seu lead pelo funil, proporcionando um relacionamento melhor. Sempre pense em como educar seus clientes em potencial com conteúdos profundos e que vão ao encontro da necessidade que eles têm.

#4. Execute o processo do seu funil e vendas com disciplina

Não basta definir bem um funil de vendas se você não se dispõe a executá-lo com disciplina, ou seja, fielmente. Para bons resultados, seu funil precisa servir o oxigênio do sistema de vendas de seu negócio digital, estando no seu sangue de empreendedor.

Depois que você estiver com tudo devidamente planejado, dominando bem os aspectos táticos de seu funil, execute-o frequentemente e o administre com dedicação para que ele surta efeito. Estando isso bem resolvido, é só mensurar os resultados, analisar as métricas, adaptar ou readaptar a estratégia para que os problemas não se repitam.

Conclusão

Se você deseja executar ações de marketing mais pontuais e efetivas e aumentar suas vendas de forma inteligente, gerando leads e fidelizando clientes, aconselho a aplicar essas dicas. Se precisar de ajuda, pode contar comigo. Grande abraço!

Comentários

comentários