5 maneiras de combater seu hábito de procrastinar – AGORA!

Procrastinação. Todos nós fazemos e conhecemos o sentimento de remorso depois que definimos tarefas para fazer, mas acabamos por não realizá-las ou terminá-las fora do prazo.
Você pode achar que nós aprenderemos depois da primeira ou, pelo menos, na 5ª  vez de que, procrastinação se opõe aos nossos interesses. É um clássico exemplo de nossos impulsos vencendo as previsões, como quando você come todo o saco de batatinhas ou falta à academia mesmo que você vá arrepender disso depois. Nós, normalmente, não aprendemos a partir de comportamentos prejudiciais passados quando a imediata gratificação precede a distante, porém mais favorável recompensa.

As duas principais características que determinam os retornos são a recompensa real e a contiguidade temporal. A contiguidade temporal é quão rápido a recompensa virá depois de um certo comportamento. Por exemplo: você come uma batatinha e sente-se bastante satisfeito no momento em que o sal e o óleo encostam nas suas glândulas paladares. Esses prêmios imediatos são incrivelmente difíceis de resistir. Isso é similar ao fato de escolher entrar no Facebook em vez de escrever uma redação: você se sente imediatamente satisfeito depois de logar na rede social, enquanto você levará horas para terminar a redação.
Mas se entrar no Facebook antes de encarar aquela redação significa que demorará mais tempo para que você possa sentir aquela enorme satisfação de ter seu trabalho terminado, por que você quereria adiar essa recompensa? Aqui estão 5 conceitos para lhe ajudar a se manter na linha e ganhar melhor, ainda que demorada, recompensa.

1. Técnica do Pomodoro
A técnica do Pomodoro é ideal para pessoas que gostam de trabalhar em períodos pequenos e produtivos. Geralmente, você trabalha em intervalos de 25 minutos e descansa 5 minutos entre essas seções. Então, depois de 4 horas de seções trabalhadas, você tem um descanso maior – de cerca de 20 a 30 minutos. É uma boa ideia definir as tarefas que você tem que concluir ou criar metas para cada 25 minutos, ou seção: a quantidade limitada de tempo em cada intervalo tornará você mais produtivo.

2. Lei de Parkinson
A ideia por trás da Lei de Parkinson é que o trabalho preenche a quantidade de tempo que você permite. Agora, essa ideia pode, na verdade, abastecer sua procrastinação se você achar que pode deixar as coisas para os últimos minutos e realizá-las. Mas, a ideia principal é usar isso de maneira reversa. Por exemplo, dê a você mesmo uma hora de início e outra de fim, para trabalhar com foco nesse intervalo de tempo, evitando que as distrações surjam.

3. Princípio de Pareto
De acordo com o Princípio de Pareto, 20% do seu tempo é usado para preencher a maioria das suas metas importantes. Se você pode realizar a maioria do seu trabalho em apenas 20% do seu tempo, isso incentiva você a estruturar seu tempo para que você não o desperdice. Se você sentir que não será produtivo, não force você mesmo para se arrastar por uma tarefa que você poderia realizar de forma mais eficaz em um estado melhor. Eficiência sempre deveria ser colocada em primeiro lugar. Se você está se sentindo doente ou de ressaca, use a primeira parte do seu tempo para realizar trabalhos que gastem menos energia mental, ainda que sejam necessários, como ver e-mails, agendar seu dia e ler as notícias. Então, use o tempo que você estiver mais alerta para realizar as tarefas mais desafiantes.

4. Método quadrante
Esse também é conhecido como o método Eisenhower. Com o método quadrante, você classifica as suas tarefas em 4 seções. As duas colunas superiores são catalogadas como “Urgente” e “Não urgente”, e as duas primeiras linhas são classificadas como “Importante” e “Não importante”. Assim que você tiver suas tarefas catalogadas, foque sua energia nas tarefas urgentes e importantes. Depois que estas estiverem realizadas, foque nas tarefas que não são urgentes, mas são importantes. As tarefas que não são urgentes e não são importantes devem ser evitadas, enquanto as tarefas que não são importantes mas são urgentes devem gastar uma pequena porção do seu tempo, não mais do que isso.

5. Conflito de tempo.
Conflito de tempo é um conceito mais genérico, mas que pode ser útil se você quer mais flexibilidade no seu tempo de trabalho. A ideia é dedicar certos períodos de tempo do dia ou certos dias da semana em tarefas de diferentes categorias. Você pode até mesmo adicionar uma categoria chamada “Desperdício de tempo”, para que você possa planejar aquelas ações que normalmente servem como distrações durante o tempo de trabalho. Pelo menos, com este método, você decide como gastar seu tempo em vez de ser sugado para comportamentos não-intencionais.

Enquanto nós não focarmos toda nossa energia mental 100% do tempo, nós podemos decidir como o nosso tempo é gasto e maximizar definitivamente esse tempo limitado.

Gostou das dicas? Deixe um comentário, ele é muito importante! 🙂

Comentários

comentários