Existem diversas estratégias para fazer com que sua empresa cresça, seja cada vez mais reconhecida e atraia maior número de clientes para adquirir seus produtos. O Facebook Ads é uma delas.

Aliás, dentro da internet hoje, essa ferramenta é uma das maiores e a melhores estratégias para fazer com que sua empresa tenha mais visibilidade. E não é apenas por pertencer à maior rede social do mundo, é porque os recursos para quem anuncia são mesmo poderosos.

Neste artigo, vou falar especificamente sobre como gerar leads qualificados utilizando estes recursos. No fim você estará mais apto a conquistar as pessoas certas para seu negócio, o que vai te ajudar a vender todos os dias!

O que você precisa saber agora

Facebook Ads é uma ferramenta de publicidade paga da rede social Facebook.

Se você não está se lembrando de um “pequeno” detalhe, vou refrescar sua memória: esta rede social possui mais de 1,5 bilhão de usuários mundialmente. Já dá para imaginar a quantidade de possibilidades existentes para o seu negócio, não é mesmo?

Pois é, com esse número de novos usuários e conteúdos que são publicados diariamente, existem muitas empresas que estão disputando a atenção dos usuários. Se destaca e vence quem for mais assertivo ao criar os anúncios.

Existem diversos motivos para você anunciar no Facebook, mas geralmente eu destaco três:

#1 – É extremamente barato em relação a outros tipos de divulgação;

#2 – É possível segmentar uma campanha de acordo com o público-alvo;

#3 – Muita gente tem conta na rede social e muitos deles podem ser seus clientes.

Para auxiliar nesse processo, o Facebook tem um algoritmo chamado Edge Rank que define o conteúdo mais relevante para os usuários, com base no comportamento de cada um dentro da rede social. Este é um primeiro recurso infalível para melhores resultados.

Para que o seu conteúdo chegue ao usuário, é necessário investir certo. Existem diversos recursos específicos que você pode usar. Vou mostrar alguns deles no decorrer do post, mas antes de continuar, gostaria de compartilhar com você um vídeo que lancei recentemente no meu canal no YouTube.

Nele eu falo sobre o público no Facebook. Ele vai abrir sua mente para compreender como funciona o processo de atração de pessoas para seu negócio dentro nesta rede social. Após ele, você terá base para gerar leads qualificados. Confira!

Entendendo o Edge Rank

O Edge Rank é o algoritmo que decide o que irá aparecer na linha do tempo dos usuários. Ele considera o que é relevante depois de analisar seu perfil, o de seus amigos, suas curtidas, entre outros dados.

Todas as informações, como status, comentários, fotos, compartilhamentos que você recebe passa pela análise desse algoritmo antes de serem apresentados a você. O Edge Rank foi transformado em uma ferramenta espantosa, capaz de aprender sozinha para otimizar as buscas e interesses de cada usuário da rede social.

Ele passou a se adaptar de acordo com a reação de cada usuário, peneirando as informações que chegam até você. Por isso a crença de alguns profissionais de que o trafego orgânico do Facebook não existe mais, mas o que realmente aconteceu foi que:

  • A quantidade de informações, posts, curtidas, compartilhamento aumentou muito;
  • O algoritmo atualizou-se tanto que se tornou capaz de distinguir posts de qualidade e spans;
  • O algoritmo diminuiu o alcance das informações (para tristeza de quem faz negócios na plataforma).

Esse último ponto é muito importante, pois significa que o tráfego orgânico de sua página será muito afetado. A rede social é programada hoje para diminuir a porcentagem de seguidores que verão o conteúdo de sua página se você não por isso.

Só para você entender…

– Se você tem menos que 1000 seguidores: 25.1% deles terão acesso suas publicações;

– Entre 1.000 – 10.000 seguidores: 13.8% deles terão acesso.

– Entre 10.000 – 50.000: 10% dos seguidores.

– Entre 50.000 – 100.000: 9,8%.

– Mais de 10.000: apensas 7.7% de seus seguidores.

Compreendido esses conceitos básicos, agora te apresento os…

4 recursos específicos do Facebook Ads para você gerar leads qualificados

#1 – ADEspresso

Esse recurso torna possível criar milhares de variantes de seus anúncios no Facebook com apenas 3 cliques. Se você tem vários públicos-alvo para seu negócio, não tem problema, com ele você testar todas as versões de seus anúncios em todos os seus públicos-alvo.

A ferramenta te permite inserir rapidamente várias headlines, textos e imagens para o seu anúncio, criando automaticamente todas as combinações possíveis. Sem isso, poderia demorar algumas horas para descobrir quais palavras soam o melhor, ou quais headlines iriam angariar mais atenção, enquanto a ferramenta faz essa tarefa em apenas alguns minutos.

O ADEspresso ainda te ajuda a descobrir o público mais rentável. Ao testar o seu público você vai ser capaz não só de conseguir um impulso impressionante no desempenho de suas campanhas, mas também vai reunir informações úteis sobre quem são seus melhores clientes.

Além de orientar e gerir as suas audiências personalizadas existentes, você poderá decidir exatamente quando os seus anúncios serão exibidos no Facebook. E, por fim, com base nos resultados de sua campanha, o algoritmo lhe dá sugestões para reduzir o seu PPC, melhorando seus retornos sobre publicidade em até 43%.

Se você souber usar esse primeiro recurso, poderá gerar leads para seus produtos ou serviços de uma forma muito mais certeira.

#2 – Facebook Lead Ads

Este é outro recurso que vai te ajudar a atrair as pessoas certas para comprar de você. Como eu explico neste artigo, o Facebook Leads Ads é uma verdadeira máquina de gerar clientes para seu negócio.

O recuso foi criado para simplificar o processo de inscrição móvel, ajudando as empresas a obter informações de pessoas interessadas em seu negócio. Quando alguém clica em seu lead Ads, um formulário é aberto com informações de contato do usuário, que é preenchido automaticamente com base nas informações que eles compartilham com o Facebook, como seu nome e endereço de e-mail.

Esse preenchimento automático das informações de contato que as pessoas compartilham com Facebook torna o processo de gerar leads muito mais rápido. Em apenas dois cliques, a operação é finalizada:

Clique número um: no anúncio para abrir o formulário.

Clique número dois: para enviar o formulário preenchido automaticamente.

Entretanto, assim como os outros tipos de anúncio, o Lead Ads foi desenvolvido levando-se em conta a privacidade do usuário. As pessoas possuem a alternativa de editarem suas informações de contato antes de enviar o formulário, e essas informações não serão enviadas para o anunciante até que uma pessoa clique em “enviar” e autorize a divulgação de seus dados pessoais.

Para saber mais sobre o assunto, sugiro que assista o vídeo onde eu falo tudo o que sei sobre ele:

#3 – Audience Insights

O Audience Insights é uma das ferramentas analíticas mais poderosas à sua disposição. Costumo dizer que é obrigatório você saiba como usá-la. Acessada por meio do Facebook Ads Manager, Audience Insights pode ser usado por todos e te oferece uma enorme quantidade de dados.

Essa ferramenta é basicamente um método de segmentação de público, criada para permitir que os anunciantes direcionem os seus anúncios de forma mais eficaz impossível.  Ela permite que você obtenha dados demográficos e comportamentais que o ajudará a alavancar suas campanhas e a conhecer melhor sobre o seu público e até mesmo o de seus concorrentes

O objetivo principal é fornecer às marcas as tendências sobre seus presentes e futuros consumidores no Facebook. Assim, elas poderão adaptar o seu conteúdo de marketing de acordo com as informações que a ferramenta revelar.

Estes dados obtidos vêm de duas fontes:

1)   Dados do próprio Facebook: as informações são obtidas quando os usuários preenchem suas informações de perfil, quando curtem ou compartilham alguma página ou mensagem.

2)   Dados de empresas terceirizadas: informações como a renda familiar, comportamento de compra, entre outros, estão disponíveis apenas para o público norte-americano. Portanto, não devemos nos preocupar com isso agora.

Assim, as informações possíveis de se obter são as seguintes:

Idade, gênero, estilo de vida, estado civil, escolaridade, trabalho, as principais páginas curtidas por categoria, páginas recorrentes e influenciadores do seu nicho que o seu público mais curte, páginas que o seu público é mais propenso a curtir, onde as pessoas vivem, qual língua elas falam, com que frequência as pessoas acessam o Facebook, por quais dispositivos acessam mais, os cliques em anúncios, os posts compartilhados e os posts comentados.

Todas essas informações podem servir como ouro em suas mãos.

#4 – Facebook insights

Este quarto recurso que eu listo para você aqui não pode ser confundido com o anterior. Enquanto o Audience Insights analisa as tendências sobre seus públicos personalizados e também sobre todos os seus potenciais clientes na rede social, o Facebook Insight analisa as interações de seus fãs com sua Fanpage (comentários, curtidas, ações, horários). São dois recursos bem diferentes.

O Facebook Insights é uma espécie de analytics do Facebook, e é também uma ferramenta indispensável para quem deseja melhorar o desempenho dos anúncios, inclusive, se a ideia é gerar leads.

Hoje os anunciantes contam uma versão atualizada dessa ferramenta. Vale destacar que ela fornece aos desenvolvedores e proprietários de páginas as principais métricas sobre o conteúdo. É possível compreender e analisar as tendências sobre o uso da rede e dados demográficos, bem como o consumo e geração de conteúdo.

Apesar de não ter opções mais especificas como os outros citados, você pode basear suas futuras campanhas de geração e leads nos dados colhidos por ela.

Os conceitos para gerar leads qualificados

Segmentação

Ao criar determinado tipo de anúncio, você deve definir o público-alvo, através de aspectos como: idade, gênero, localização, idioma, formação, ocupação, etnia, interesses, comportamento e conexões. Isso ocorre porque é muito importante entender o comportamento do público para assim fazer uma segmentação correta para as suas campanhas dentro do Facebook.

Segmentar significa conhecer seus consumidores e traçar estratégias de comunicação para satisfazer as necessidades do seu público. Segmentar errado é justamente fazer isso ao contrário. Anunciar para um perfil diferente do seu, não atender as suas necessidades, seus motivos de compra, os diferenciais que o atrai, entre outros. O ideal é entender quem é a sua persona e fale somente com ela.

É preciso compreender o conceito de hipersegmentação. Não criar anúncios com base nisso, você estará capturando pessoas que não são engajadas, não participam do nicho e não se interessam pelo seu produto. Isso vai te levar a gastar dinheiro e tempo desnecessariamente.

Todas pessoas que utilizam a internet sabem que o Facebook possui um alcance espetacular. Há mais de 1 bilhão de usuários ativos no mundo e a maioria desses usuários acessam a rede várias vezes ao dia. Tanto no trabalho, no lazer ou em casa. Não há limites para essa rede social.

Entretanto, ao contrário dos que muitos pensam, o que faz essa rede social incrível para anunciar seu produto ou serviço, não é o seu alcance imenso, e sim a possibilidade de atingir exatamente a sua persona, ou seja, tráfego qualificado.

Ao preencher um monte de informações básicas sobre si mesmo, como sexo, cidade, empresa que trabalha, ao começar a acessar páginas, participar de grupos ou curtir comentários e fotos, cria-se informações vitais para aquele que pretende anunciar nessa plataforma.

Então, para gerar leads qualificados, que é forma o objetivo principal deste artigo, é preciso sempre usar os recursos para atrair, engajar e vender para o público certo. Isso só será possível por meio da hipersegmentação.

Orçamento e programação da campanha

Para ter anúncios mais certeiros, é preciso que você saiba usar bem sua verba. Basicamente existem dois para você seguir: o orçamento diário no qual você vai indicar o quanto será gasto a cada dia de anúncio ou o orçamento vitalício onde o valor indicado será o máximo gasto na duração do anúncio, seja para um dia ou uma programação específica.

Além disso, você poderá definir se o anúncio será CPM (Custo Por Mil Impressões) ou CPC (Custo Por Clique), depende de qual será o seu objetivo. O CPM possui menor investimento a cada mil visualizações, mas é ideal para os anúncios de reconhecimento.

Já o CPC possui um custo elevado por clique, porque o Facebook vai entregar o seu anúncio às pessoas que são mais propensas a clicar. Desse modo, deve ser utilizado quando o seu objetivo seja o envolvimento com o público. É importante sempre avaliar os resultados das suas campanhas para identificar se está sendo positivo ou não.

Mas para você não perder dinheiro com suas campanhas, algumas aulas da Área de Membros te mostram como vender e lucrar mais “errando” seus anúncios. Curioso, não é? Mas é isso mesmo, eu mostro como criar uma série de anúncios iniciais para atrair pessoas num nível mais abrangente, e só depois começar a identificar seu público exato.

Para onde você vai agora?

Meu objetivo com este post foi te fornecer um guia completo sobre os recursos do Facebook Ads que eu uso em minhas campanhas e nas dos meus clientes. Para melhor assimilação do tema, aconselho que consulte os links promovidos no texto. E para se tornar um verdadeiro especialista em publicidade online e vender todos os dias, assine a Área de Membros VIP por apenas 1 real. Clique aqui e saiba mais!


João Paulo Pereira
João Paulo Pereira

Fundador da Agência Digital FliP, Co-Fundador da Go Up! Estratégias Digitais, Fundador do Treinamento Funil de Vendas Imparável, Consultor em Marketing Digital e Funil de Vendas! Simples e que acabou de cumprir a meta de mochilão pela Europa! :)